Composto Natural Estático

5 comentários sobre “Composto Natural Estático”

    1. Caro Fernando,

      Eu conheço o Paulo D’Andrea, que foi o idealizador do produto Microgeo, há pelo menos 20 anos.
      Em primeiro lugar eu gostaria de deixar claro que admiro muito o trabalho dele e que não cabe a mim,
      de forma alguma, aprovar ou reprovar o produto de quem quer que seja.

      E bem verdade que existe nesse meio agrícola alguns tipos de produtos que se nutrem da total
      ignorância da maioria dos agricultores ( isso no Brasil e fora do Brasil também ). Esse, entretanto, não
      é o caso do Microgeo.

      Na verdade eu não vejo o MIcrogeo como um produto mas sim como um sistema. Um processo.
      Outro aspecto interessante que eu vejo nesse processo é o fato de ser o único que tem a possibilidade de
      reproduzir bactérias fotossintéticas em maior escala. O EM também tem mas em menor escala.

      O processo do Microgeo, pelo pouco que eu conheço, deu pra ver que trabalha com uma area de exposição solar
      bem grande e que, por ser digamos 80 a 90% anaeróbico, favorece o crescimento de dois grupos importantes de
      bactérias que são as PSB e as PNSB , ambas fotossintéticas. Essas bactérias são um importante elo da Rede Alimentícia
      do Solo que é o primeiro elo a ser quebrado pelos herbicidas.

      Não somente essas mais outros grupos de micro-algas também que tem a possibilidade de crescer e se proliferar nas
      condições proporcionadas pelo ambiente desse projeto. Parte dos efeitos que eles observam com o uso desse
      processo, como por exemplo liberação de fósforo bloqueado, é , na minha opinião, fruto do trabalho desses grupos de bactérias
      fotossinteticas.

      Aliás, os coreanos do Sul estão usando um sistema semelhante com bastante sucesso. Só que na Korean Nature Farming
      eles conseguem a multiplicação em 4 a 5 dias mas usam outos substratos e outros inoculantes.
      Eu teria algumas sugestões para melhorar esse processo. Caso eles se interessem, por favor, entrem em contato.

      Abs

      José Luiz

      Curtir

    1. Bom Dia

      Posso Sim.
      Só não se esqueça que foi uma apostila escrita em 2003 e que, de lá para cá, algumas coisas
      sofreram modificações principalmente no meu entendimento do que o Compost Tea pode e não pode fazer.
      Essa apostila reflete toda a euforia da época com relação ao que o Compost Tea poderia nos dar em termos de
      melhoria para o solo.e as plantas.
      Infelizmente, como o Brasil é um pais atrasado, eu vejo hoje em pleno 2019, esse mesma euforia injustificada contaminar
      agrônomos jovens que ainda se deixam levar pelo “canto da sereia”, muito embora seja uma sereia já em fim de festa.

      Attn

      Jose Luiz

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s