Equilibrio de Bases Adequado e Fertilidade do Solo

25 comentários sobre “Equilibrio de Bases Adequado e Fertilidade do Solo”

    1. Obrigado Felipe.
      Fico satisfeito que tenhas gostado do artigo. Procure difundir mais esse blog para que tenhamos a possibilidade de gerar mais discussão sobre esse e outros assuntos relacionados ao manejo mais sustentável do solo agrícola.

      Curtir

      1. Com certeza,

        Se quiser entrar em contato pelo WhatsApp, (43) 91165588.
        Tenho um grupo de nutrição vegetal e fertilidade de solos… Posso adicionar vc!
        Vamos ajudar a difundir o blog sim, muito interessante!
        Abraços

        Curtir

  1. Prezado,
    interessantíssima essa publicação.
    Vai ao encontro do que pregamos na nossa empresa.
    Peço autorização em divulgar esse artigo no nosso Informativo Técnico Comercial.

    Abraços
    Colatto
    47 997111187
    Zarcos Fertilizantes

    Curtir

    1. Caro Colatto,

      Fique à vontade para divulgar o artigo sempre dando o devido crédito e mencionando a fonte.

      Fico satisfeito em saber que outras pessoas também chegaram a mesma conclusão que nós.

      Atenciosamente

      Jose Luiz M Garcia
      Instituto de Agricultura Biológica
      11 97364.1716

      Curtir

      1. Rodrigo,

        Boa Tarde.

        Muito Obrigado por acompanhar o nosso blog.
        Aí no Rio de Janeiro já temos um produtor que tem usado os nossos
        conceitos e está muito satisfeito com os resultados.
        Ele produz Morango Orgânico, em Friburgo, que é uma cultura
        bastante delicada e tem colhido morangos com Brix elevado, portanto mais sabor,
        nutrição e menos ataque de pragas.
        Hoje com o sistema ASD (Anaerobic Soil Desinfection) tornou-se mais fácil cultivar o morango.

        Abs

        Jose Luiz

        Curtir

  2. Prezado prof. José Luiz, parabéns pelo brilhante artigo.
    Seria este o relatado por telefone a citar nos boletins?
    Neli Cristina B. Santos
    Pesquisadora científica APTA/Polo Extremo Oeste

    Curtir

  3. Não sou técnico na área, mas toda a base da fertilidade do solo, que tenho visto, baseia-se na sua acidez. Esse novo conceito é muito interessante, mas tanto um como outro ao invés de se falar em saturação de bases, algo apenas relativo, não se deveria buscar algo mais absoluto em termos de CTC? V=70% de qual CTC, de 5 cmolc/dm3 ou de 15 cmolc/dm3? qual a quantidade de bases realmente seria necessário para a melhor fertilidade? Há possibilidade de consultoria?

    Curtir

    1. Oi Cesar,

      Apesar de não ser técnico na área vc pegou o conceito rapidamente.
      Realmente, é de uma miopia cavalar considerar apenas um lado da moeda, isto é, o pH.
      Não é só a saturação de bases não.
      Albrecht também dava ênfase aos anions como Fosfato e Sulfato, assim como as proporções exatas do micronutrientes sejam cations ou anions.
      Já a CTC é uma característica da formação do solo. Vc pode fazer muito pouco para aumenta-la. Sim, pode ser aumentada e eu já ví isso acontecer várias vezes mas não é algo fácil.
      CTC diz respeito ao tamanho da “caixa dágua” e a saturação de bases diz respeito a quanto dessa caixa dágua estaria preenchida e de que forma.
      Sim, há possibilidade de consultoria.
      drvinagrephd@gmail.com

      Abs

      Jose Luiz

      Curtir

  4. Boa tarde, parabéns pela aula, sou tecnólogo em agronegócio, venho buscando mais conhecimento, e já uso o método Albrecht, tenho uma revenda de insumos em Mamborê-Pr,
    comecei um trabalho agora, com calcários base forte, ca°, cálculo por saturação de cálcio 60 até 65%, logo terei resultados para te passar, um abraço.
    Carlos José de Souza
    Tecn. agronegócio
    Conceito Agrícola
    Mamborê-Pr
    44 99718-9039

    Curtir

  5. Prof. José Luiz, achei muito interessante seu texto, assim como o conteúdo descrito no seu curso sobre agricultura biológica (ainda que me pareça bastante para apenas 2 dias) e gostaria de lhe fazer algumas perguntas, caso seja possível. Aqui no RS a avaliação da acidez e sugestão de recomendação de correção se faz pelo Método SMP (eu, até então, tenho a utilizado a Soma de Bases), sendo Ca, Mg, Al e Na trocáveis determinados por KCl 1 mol L-1 e K pelo método Mehlich I. A partir das informações resultantes desses métodos, quais as proporções da CTC o Sr. sugere para Ca, Mg e K, utilizando o método de Equilíbrio de Bases? O Sr. recomenda a tabela de cálculos para Equilíbrio de Bases citada no livro de Sílvio Penteado e disponibilizada em texto do prof. Abreu Jr.? Uma última. Neste seu texto comenta que a recomendação do prof. Albrecht para K na CTC seria de 3 a 5%, com exceção de uva, abacaxi, banana e florestais. Para estes, qual seria sua sugestão? Grato pela atenção e retorno. Att, Leonardo.

    Curtir

    1. Jamais tente utilizar aquele malfadado programa denominado “Equibase”.
      Ele simplesmente não funciona.
      Não funciona porque os conhecimentos não foram transmitidos de forma correta.
      Um agrônomo bem conhecido no meio orgânico, que tem o ego hipertrofiado, fez alguns cursos comigo , mas não aprendeu o método de forma correta, e por não ter nem ética, nem gratidão, nem honestidade e nem a devida humildade, optou por não dar o crédito e nem mencionar a fonte.
      Pra começar as analises brasileiras não servem para ajustar as proporções das bases trocáveis citadas por Albrecht porque usam outra metodologia, extratores, etc..
      Eles subestimam as bases.
      Eu já tentei analisar aqui em um excelente laboratório de solos, o IBRA em Sumaré, e ao mesmo tempo no laboratório do Neal Kinsey e os números daqui sempre eram menores do que os de lá, simplesmente porque são métodos distintos.
      Não que um seja melhor do que o outro.
      Isso também já foi tentado na Africa do Sul e em outros países e também não houve correlação.

      José Luiz

      Curtir

  6. Prezado amigo. Muito obrigado pelo texto. Estou estudando o assunto recentemente e gostei muito do que escreveu. Tenho como princípio, adubamos o solo e não as plantas. Também acho atualmente que a correção e adubação dos solos não deve deixar de lado a porção física (compactação) e principalmente a biológica do solo. A fertilidade para mim tem 3 pilares, a porção física, a química e a biológica. Os melhores solos que conheço são os solos vivos, ou em condição de mata. Do contrário não seria a “terra de mata” o melhor substrato que conheço. Creio e sustendo também que a biologia dos solos é o melhor indicador de sua fertilidade. Na agroecologia busco restabelecer essa biologia, com meus conhecimentos de fitotecnia. Poderia me indicar outros textos em português ou espanhol? Tenho dificuldade com o inglês e gostaria de avanças nessas línguas antes de encarar os artigos em inglês. Muito obrigado mesmo! Um abração. Eduardo, eng. agrônomo, Dr.

    Curtir

    1. Nos meus cursos eu deixo bem claro essa inteiração entre a química, a biologia e principalmente a física, mas não a física newtoniana mas sobretudo na Física da Natureza ou a Física quântica aplicada a biologia.
      Falo também da floresta como modelo a ser seguido por ser o ecosistema que fixaria mais carbono na face da Terra.
      Também falo da correlação positiva que existe entre a biomassa microbiana do solo e a sua fertilidade.
      Hoje até já temos um método de campo para medir a biomassa microbiana.
      Infelizmente, não conheço textos em português ( língua usada como código secreto na Segunda Grande Guerra) e em espanhol sobre esses assuntos.
      O inglês, há muito tempo é essencial. Eu não saberia o que eu sei hoje se não fosse o inglês.

      Abs

      Jose Luiz

      Curtir

      1. Olá José Luiz.
        Quando você oferece esses cursos e qual o conteúdo? Fiquei interessado.
        Obrigado!
        Eduardo Aguiar
        Eng. Agrônomo, Dr.

        Curtir

      2. Caro Eduardo,

        Eu programo esses cursos de tempos em tempos, desde que tenhamos novidades para transmitir.
        Não gosto de ficar repetindo as mesmas coisas o tempo todo.
        No momento estou programando um curso e assim que tiver local e data te comunico.

        Abraços

        Jose Luiz

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s