As Verdadeiras Pandemias

5 comentários sobre “As Verdadeiras Pandemias”

  1. Parabéns e obrigado por trazer o tema e todas essas informações importantes professor!

    Há uns 3 anos eu e minha família suplementamos algumas vitaminas e minerais (B12, D3, Zinco, Magnesio) além do cuidado com o intestino (kefir).

    Dificilmente precisaríamos desta suplementação caso todos os alimentos consumidos fossem cultivados de forma biologicamente saudável, elementos equilibrados, remineralizadores e biológicos.

    Feliz páscoa!
    Saúde e paz!

    Curtir

    1. E o mais importante de tudo. É preciso que voltemos a ter contato com a Natureza.
      Fazer refeições ao ar livre. Fazer Piquenique. Dar chance que as bactérias e leveduras
      que se encontram no meio ambiente tipo B. subtilis e Sacharomyces boulardii começem
      a fazer parte da nossa flora intestinal.

      Curtir

    1. Bom Dia

      Posso sim. Essa é uma boa pergunta, porém fácil de explicar.
      Pra início de conversa é preciso que se diga que a destruição da flora intestinal não ocorre
      SOMENTE nos diabéticos e nos obesos.
      Ela ocorre em todos nós.
      Porém, em algumas pessoas , talvez devido ao maior grau de exposição,
      ela consegue desenvolver a diabetes, a obesidade e até os dois juntos.
      Como vcs sabem o microbioma intestinal é composto na sua grande maioria de bactérias.
      Existem algumas leveduras mas a maioria é bactéria.
      Grande parte dessas bacterias possuem a mesma rota bioquímica que as plantas , ou seja a Rota do Ácido Shikimico,
      também chamada de Rota do Shikimato, que é uma rota do metabolismo secundário das plantas mas
      que também é encontrada na maioria das bactérias ( não em todas – E.coli por exemplo não tem ).
      Essa rota é a que irá produzir alguns amino ácidos essenciais como o TRIPTOFANO, TIROSINA e FENIL ALANINA.

      O GLIFOSATO, em uma determinada fase dessa Rota Bioquímica, interfere e bloqueia uma determinada
      enzima específica, chamada de EPSPS, e com isso, impede que esses amino ácidos essenciais sejam sintetizados.
      Nas plantas isso já é suficiente para mata-las e isso acontece igualmente com as bacterias que dependem
      dessa via bioquímica.
      A carência desses três animoácidos essenciais devem estar na base da origem de tudo. Mas não só isso.
      No caso dos obesos já sabemos que eles tem uma flora intestinal menos diversa, ou seja, possuem menor
      quantidade de tipos de bactérias intestinais. E cada tipo de bactéria sintetiza uma gama diferentes de compostos
      necessários a nossa nutrição.
      Implantes fecais de ratos saudáveis magros em ratos obesos demonstraram ser possível reverter a obesidade,
      assim como implantes fecais de ratos obesos causar a obesidade em ratos saudáveis magros.
      Isso já está bem estabelecido.

      Na diabetes outros mecanismos estão envolvidos. A Dra Stephanie Seneff foi uma das que mais se dedicou a esse
      assunto, mas tem sempre a presença do GLIFOSATO como causa para esse problema via destruição da flora
      intestinal.

      Abs

      Jose Luiz

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s