Compost Tea

36 comentários sobre “Compost Tea”

  1. Poderia informar algum fornecedor de Kelp, ácido humico e hidrolisado de peixe nesses padrões de produtos sugeridos para utilizarmos aqui no Rio Grande do Sul ou o que estiver mais próximo?

    Curtir

    1. Bom Dia

      Existem vários fornecedores de Kelp no mercado que trabalham com um produto genuíno e honesto.
      Algasol, Sea Crop e Nutrikelp.

      Já o mesmo não acontece com os Hidrolisados de Peixe.
      Como fui eu quem desenvolveu essa tecnologia em 2000 e a transferiu nessa mesma época aos fabricantes desse produto,
      aqui da região Leste, eu posso garantir que eles pararam no tempo.
      Uns trabalham com peixe de agua doce que comem ração que basicamente é feita de milho e soja
      e que, portanto, não tem a mesma riqueza mineralógica que o pescado marinho.
      No Norte do país tem uma fabrica que usa peixe de agua doce e que usa a hidrólise acida o que é uma tecnologia
      sabidamente inferior a tecnologia que eu desenvolvi que se vale da fermentação e da hidrólise enzimática, tudo à baixa
      temperatura que preserva vitaminas entre outras moléculas..

      A Agrobiologica desenvolveu, com a minha ajuda, uma nova tecnologia que aumenta muito a hidrolisação do
      pescado resultando em um produto com um maior teor de amino ácidos.

      Agora com relação aos acidos humicos a questão é realmente calamitosa porque como não temos laboratórios que os
      analisem aqui no Brasil existe uma gama muito grande produtos desonestos no mercado.
      Um verdadeiro caso de polícia.
      Nesse caso se for comprar em grande quantidade eu sugiro entrar em contato com o importador desse produto.
      Caso contrario, a Coda, Agrobiologica, e uma outra empresa mexicana são fontes confiáveis.

      Curtir

  2. Boa tarde, mais um ótimo artigo muito esclarecedor.
    Esses dias eu estava lendo um artigo do Graeme Sait e ele citou um produto chamado Dominate-F, que deve ser colocado no final da fermentação do compostea para garantir a “dominancia” de fungos no fermentado, do que será que se trata esse produto? Temos algo similar no Brasil?
    Segue abaixo o link do produto: https://shop.nutri-tech.com.au/products/dominate-f
    Muito obrigado

    Curtir

    1. Oi Fábio,

      O Graeme Sait é muito meu amigo e é uma excelente pessoa, mas ele não gosta de “colocar azeitona na empada “de ninguém.
      No rótulo ele menciona apenas o pH que é de 4.5 a 5.4 e SG que seria 1.2. O que seria SG ? Não sei.
      Cheguei até a olhar o rótulo do outro produto que ele tem, e que supostamente atenderia as necessidades das bactérias, mas também
      mencionava “SG”, que eu não sei o que significa. “S” de Soluble ? Soluble o que ?
      Uma coisa eu posso te assegurar, não é colocando alguma coisa, ou o que quer que seja, no final do ciclo da fermentação
      do Compost Tea que alguém vai “aumentar” a quantidade de fungos naquela determinada batelada de CT.

      Por que eu sei disso ? Por que a maior autoridade no cultivo de fungos em meio liquido do ARS-USDA não consegue cultivar
      fungos em meio liquido em menos de 5 a 7 dias.
      Portanto, não será em algumas horas que alguém irá conseguir tal façanha. Fungo não é bactéria que tem aquela velocidade de
      crescimento toda. Eles estão, biologicamente falando, abaixo das plantas e acima das bactérias e também dos protistas ou
      protoctistas. Ou seja estão mais longe das bactérias do que das plantas biologicamente falando.

      A Embrapa até enviou dois pesquisadores brasileiros para fazer um ano de estagio no laboratório desse pesquisador do ARS-USDA
      porque esses dois pesquisadores descobriram que podiam reproduzir fungos em meio liquido aerado usando como meio de cultura
      o farelo de algodão em pó fino.
      Por que farelo de algodão ? Eu desconfio que seja porque os fungos gostam muito de óleos e gorduras. Razão pela qual o Hidrolisado
      de Peixe funciona tão bem para o crescimento de fungos. Hidrolisado de Peixe tem óleo de peixe. Fungo adora esse alimento.
      Outro alimento que eu garanto que fungos adoram seria os ácidos humicos de alto peso molecular ou até as huminas.

      Talvez algum tipo de Goma ( seria esse o misterioso G ) ? Qual a GOMA também não sei. Mas existem inúmeras gomas que seriam solúveis.

      Baseado única e exclusivamente no meu chute eu diria que SG seria alguma Goma Solúvel. Aceito sugestões. Alguém se habilita ?

      Mais um chute: Poderia ser uma gelatina a 1.2 %.

      Essa goma solúvel beneficiaria tanto as bactérias quanto os fungos no sentido de mantê-los vivos por mais tempo
      e não aumentando o numero de propágulos de fungos já que não existiria tempo hábil para isso.

      Vou pensar mais a respeito disso. Você conseguiu despertar a minha curiosidade.

      Obrigado

      Jose Luiz

      Curtir

      1. Muito obrigado pela resposta, eu também tinha pensado algo parecido, menos a parte da goma, não sabia que era bom pra microorganimos. Dei mais uma olhada no site, o Graeme também tem um Dominate-B, que é bom para bactérias, tem ph 12,7-13,7, e SG:1…esse é o rótulo do produto: http://www.nutri-tech.com.au/factsheets/dominate-b.pdf.

        O aumento do pH faz sentido para bactérias, certo?
        Ele também tem uma tecnologia para extrair melhor os fungos do composto usado de inóculo: http://www.nutri-tech.com.au/factsheets/compost-tea-spear-kit.pdf.
        Também já ouvi de alguns microbiologistas que os fungos demoram alguns dias para se reproduzir, mas no rótulo do dominate-f esta escrito que incrementa a contagem de fungos…muito curioso… Segundo o rótulo, ele deve ser usado com outro produto, o Liquid Microbe Food….

        No rótulo também diz que diminui as chances de contaminação do fermentado, e aumenta a estabilidade, será que esse produto contém biocarvão micronizado?

        Abraços
        Fábio Ribeiro

        Curtir

      2. A goma serviria mais como estabilizante. Não creio que aumente a contagem no final do ciclo mas que possa contribuir sim para a contagem não diminua tanto após o processo de multiplicação ( aeração + agitação ) for desligado.
        Sim, as bactérias gostam mais do pH alcalino e fungos de pH mais acido.
        A tecnologia para extração dos fungos do composto é boa mas a melhor que eu conheço e a do fabricantes do GEO TEA. Dê uma olhada nesse projeto: https://www.youtube.com/watch?v=WeAOd8QsZfs
        Eu escrevi pro Graeme vamos ver o que ele diz

        Abs

        Jose Luiz

        Curtir

      3. Olá!
        Vi a sigla SG recentemente, ao comprar um refratômetro. Será que pode ser apenas gravidade (ou densidade) específica?
        Abraço

        Curtir

    1. Boa Tarde

      Claro. Sim é possível.
      Eu recomendo a vc dar uma olhada na intermet e tentar achar em um dos muitos projetos, um que mais se adapte
      as suas necessidades. Caso tenha alguma dúvida me escreve.
      Mas resumindo o assunto, eu faria um pequeno fermentador com o sistema vortex embutido que pode
      ser feito ou com uma bombinha de aquário ou até mesmo, e melhor ainda, com uma bombinha de maquina de
      lavar roupa, que nova custa menos de 30 reais ( Brastemp please hehehe) e usada por volta de 20 reais.
      Vai precisar de um balde de 20 litros ( ou maior ) e tubulação flexível. O total não deverá custar mais que 100 reais.
      Você até que me deu uma boa idéia qual seja fazer um projeto desses e depois fazer um video para postar
      aqui ou no YouTube.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Seria incrível fazer alguns videos demonstrativos!!!
        Eu não sou agricultor, nem mesmo formado na área, sou apenas um admirador de toda cultura orgânica.
        Tento aplicar essas técnicas na minha pequena hortinha no quintal!!!
        Abraço!!!

        Curtir

    1. Caro Lucas,

      Por enquanto não tenho canal mas esse é um projeto que vem se materializando já há algum tempo
      e chequei a conclusão que eu não posso mais adiar.
      O que eu não quero é fazer alguma coisa muito mambembe e primaria como tudo o que eu tenho visto
      até agora na internet, por isso eu vou adiando o projeto.
      Tem que ser vídeos enxutos com o mínimo de conversa possível e com o máximo de informação.

      Abraços

      Jose Luiz

      Curtir

  3. Bom dia professor, muito esclarecedor o artigo. Li o manual da Elaine Inghan, e achei esses dois materiais bem coerentes. Mas tenho uma dúvida: se eu for fazer aplicações quinzenais ou semanais de compost tea, existe o risco de estressar as plantas de alguma maneira? Por excesso de bactérias ou metabolitos secundarios , na folha ou mesmo na raiz? Sei que tem recordistas mundiais de produtividade de usando essa ferramenta (compost tea) nessa frequência, mas fiquei preocupado..
    Outro dia vi um artigo da microgeo, que mostrava que o produto deles (que é outra coisa…fica mais tempo fermentando entre outros aspectos) se usado em demasia pode fazer com que as plantas percam produtividade por conta do estress causado pela grande quantidade de microorganismos sendo adicionados com frequência a lavoura. De certa forma as plantas dedicam muita energia a um estado de “alerta” a doenças e infecções, e assim dedicam menos energia a produção. Isso pode acontecer com o compost tea? ou mesmo com o EM?

    Muito obrigado desde já
    Abraço
    Fábio Ribeiro.

    Curtir

    1. Olá Fábio,

      O Compost Tea, feito com composto de qualidade ou como eu faço, com Vermicomposto
      submetido a uma re fermentação anaeróbica com a adição de farelo de arroz e umedecido por 7 dias,
      não apresentam bactérias nem patogênicas ao homem e nem patogênicas as plantas ou meio ambiente.

      Não existe risco nenhum de você “estressar”a planta por vários motivos:
      1. O ambiente ali é francamente redutor e não oxidante.
      2. Você pode plantar qualquer planta diretamente em um composto puro
      que contém quase o mesmo numero de bacterias e fungos ou até mais
      e nada, absolutamente nada, vai acontecer. Exceto que as plantas vão adorar.
      3. Engano seu, os recordistas usam CompostTea ao invés de água. Eles não regam as plantas com
      água. Só regam com o Compost Tea. Eu conheço pessoalmente o John Evans. Ele tem 9 records
      registrados no Guiness. Foi ele quem me disse isso.

      Com relação a MicroGeo, o negócio é totalmente diferente:
      I. O processo deles NÃO É AERÓBICO. Caso você ainda não saiba .
      II. Por aeróbico subentendesse quaisquer condições que não garanta um mínimo de
      6 ppm de O2. O deles não garante e sob essas condições você pode ter tanto o desenvolvimento
      de organismos indesejáveis quanto de substâncias indesejáveis. O processo não é controlado.
      III. E, ai sim, eles tem toda a razão quando dizem que esse material pode prejudicar as plantas pela
      possibilidade de estressar as plantas devido ao excesso de substancias indesejaveis.
      IV. Só não concordo com a explicação oferecida, i.e., as plantas “gastando energia para se defender
      de um suposto ataque”e “estado de alerta”, etc…. Isso não acontece !

      O que acontece é um excesso de bactérias indesejáveis assim como de substâncias indesejáveis,
      que, ai sim, desviariam parte da energia disponível, mas mesmo assim eles partem do princípio que
      todas as plantas tem o mesmo nível de energia disponível quando, hoje sabemos que nós podemos
      manipular essa energia das plantas ( leia-se fotossíntese) a nosso favor com as práticas da agricultura biológica.

      Quando o processo é natural e aeróbico (ou até mesmo anaeróbico mas controlado como no caso em que
      se adiciona E.M.) isso não acontece.

      Vai ai até uma dica para quem faz uso desse sistema MICROGEO. Se eles adicionassem E.M. aos tanques e
      uma fonte de alimentação para as bactérias e fungos, como o melaço, isso não aconteceria.

      Eu já apliquei até 50 litros por hectare de um multiplicado de Azospirillum com contagem de 10 elevado a 8 ou 9
      (100 milhões a 1 bilhão) e não aconteceu absolutamente nada de anormal. Só o efeito esperado.

      Também já apliquei ate 20 litros de E.M. com contagem de 100 milhões, que é bem superior as contagens dos
      produtos comerciais que eu testei ( 300 células por ml), e não vi nenhum efeito negativo. Nesse caso eu estou
      falando de E.M. puro como o produto comercial e não o sistema que eles chama de “ativado” quando se usa
      menores quantidades do produto e se ativa com nova adição de melaço.

      Esses organismos, quando no solo, vivem até terem substrato.
      Quando o substrato acabar eles morrem e liberam nutrientes ou então se encapsulam.

      Abs

      José Luiz

      Curtir

      1. Abreviação de Efficient Microorganisms ou Microrganismos Eficientes.
        Breve estarei repassando a vocês um método Coreano Estático de Multiplicação de MIcrorganismos Eficientes que vai deixar aquele método de colocar arroz no bambu no chinelo.

        Curtir

  4. Professor, boa tarde.

    Duas questões.

    Primeiro, está realmente complicado encontrar ácido húmico no mercado. Estou utilizando para pequenos testes então não compensa procurar a importadora. Como procederia nesse caso? O quantidade suficiente de ácido húmico não poderia ser provida pelo vermicomposto? Se é que realmente possui o quanto costumam dizer por aí… Entra outra questão sobre a qualidade dos ácidos húmicos pela via da extração química. Lembro-me de um dos webinars do John Kempf quando ele levantou essa questão, e se não me engano disse que em seus produtos não utiliza esse procedimento. Como procederia nesse caso da impossibilidade de encontrar o ácido húmico?

    E como consequência entra uma segunda questão que venho refletindo: como avaliar a qualidade do compost tea? Com a prática creio que um sentido a mais aparece e ajuda nessa questão, mais quais outra seriam? Observação no microscópio ótico? O que acharia do cromatograma de Pfeiffer? Sua origem e a forma como foi desenvolvido talvez corroboram para uma tentativa de utilizar como avaliador do chá.

    Grande abraço!

    Curtir

    1. Boa Noite

      Você pode encontrar acido humico ( Humisolve ) facilmente em http://www.agrobiologica.com.br

      Aqui em São Paulo a gente encontra acido húmico em qualquer revenda. Um produto chamado MOL é bem popular e conhecido.
      Facilmente encontrado.

      A melhor forma que eu conheço para avaliar um Compost Tea é usar o kit da microBIOMETER. A resposta é em microgramas/ml.
      Excelente método. Hoje mesmo eu fiz três determinações em plena fazenda de café em Três Pontas. Fora isso só uma contagem
      de placas.

      Com microscópio você vai se divertir muito, mas não vai ter nenhum tipo de resultado quantificado. O mesmo é válido para Cromatograma
      de Pfiffer. Totalmente subjetivo. Não vai te dizer nada.

      Abs

      Jose Luiz

      Curtir

      1. Obrigado!

        Tomei por base o que encontrei na internet, aqui na minha região não encontro. O humisolve líquido consta no site que possui 10% de substâncias húmicas como agente complexante e fiquei na dúvida com relação a isso.

        Com relação ao microbiometer, foi-me indicado, obrigado pela confirmação.

        Abraços.

        Curtir

      2. Boa Noite,

        Qual seria a sua dúvida com relação ao Humisolve liquido ?
        A legislação brasileira, que é extremamente imbecil, não reconhece a existência de substancias humicas solúveis. Dai, eu creio, que tenha sido acrescentado algum outro nutriente, no caso o Boro para efeito de registro e nesse caso as substancias humicas seriam o “complexante”.
        Dez porcento é o máximo que vc consegue dissolver de substancias humicas em agua, isto é 100 gr/L. Qualquer outro produto que te diga
        que contem mais do que isso está mentindo e passa então a ser um caso de policia. LIgue 190.

        Alguma outra dúvida ?

        Curtir

    1. Prezado,

      Infelizmente certos aspectos da Agricultura são mais arte do que propriamente uma ciência.
      Esse é o caso da fabricação de MEM.
      No inicio dessa ano deu um curso em Pindamonhangaba, SP, para 40 alunos e demonstrei a
      técnica da fabricação de MEM.
      Começa que primeiro você tem que capturar esses organismos na mata e é preciso demonstrar
      como isso é feito.
      Eles fizeram essa parte e não eu e, portanto, não se pode garantir a qualidade da captura.
      Depois no momento do preparo sempre faltava algum ingrediente que era, então, substituído por outro.

      Resultado, há um mês atrás eles foram fazer uma nova remessa e me ligaram desesperados porque
      os dois tambores haviam explodido !!!!!

      Eu já colecionei uma infinidade de experiências de fracasso de pessoas que leram as instruções e fizeram
      o MEM e no final deu errado.

      Por essa razão eu cheguei a conclusão que não vale a pena e decidi não mais publicar o procedimento.

      Sinto muito

      José Luiz M Garcia

      Curtido por 1 pessoa

  5. Olá,
    Já li quase todos seus artigos e não lembro se em algum fala sobre o Biochar!!!
    Tenho seguido alguns sites que falam em como fazer e inoculá-lo.
    Geralmente compro carvão ativado para aquário, pois já esta pronto…
    É possível inoculá-lo (ativar) com o compost tea???
    Abraço!

    Curtir

    1. Prezado

      Você não precisa comprar carvão ativado de aquário.
      O carvão de churrasco já serve perfeitamente só que vc teria que moe-lo.
      Em carvoarias eles dão esse pó de carvão de graça.
      Sim, vc pode inocular com Compost Tea. É o que geralmente todo mundo faz,
      mas se tiver alguma Mata perto de voce é só colocar o carvão por um mês por exemplo
      que ele vai sair de lá já totalmente ativado.
      Eu vou testar com uma solução de farinha de trigo ou Maizena e depois de impregnar o carvão
      com ela colocar direto na mata para atrair principalmente fungos de mata.
      Tomando o cuidado de diminuir a tensão superficial da agua com algum espalhante adesivo
      não toxico tipo siliconados.

      Abs

      José Luiz

      Curtido por 1 pessoa

      1. Você certamente me honra lendo os meus artigos.
        Outra dica que esqueci de te dar é a seguinte.
        Um excelente espalhante adesivo para ser usado nesse cultivo caseiro é o
        LUFTAL ( Dimeticona ou Simeticona ) então a minha sugestão é fazer uma solução
        de Maizena ou Farinha de Trigo e colocar umas 10 gotas de Luftal.
        Nessa solução submergir o carvão por um tempo, drenar e levar para alguma Mata,
        limpar um pedaço de preferência embaixo de alguma arvore frondosa tirando as folhas
        secas até chegar na superfície do solo fungico.
        Ali depositar o carvão com a fonte de carboidrato e deixar por uma semana.
        Depois voltar e coletar.

        Curtido por 1 pessoa

  6. Mas no caso do carvão ativado o processo é feito através da pirolise, tornando-o mais poroso que o carvão comum de churrasqueira, correto???
    Isso influencia em alguma coisa?
    Pois além de absorver os nutrientes ele serve de colonia para os micro organismos!!!

    Por favor pode me corrigir se estiver escrevendo asneiras!!!

    Meu problema é que moro em cidade, capital, logo teria apenas parques próximos!
    Já tentei fazer coleta de micro-organismos, mas não deu muito certo, desisti!
    Por isso havia perguntado do outro método…

    Mais um dúvida!!!
    Ao incorporar o biochar ao solo, ele deve estar em forma de pó ou pode ser em lascas ou outras granulações???
    Pois como tenho o carvão ativado de aquário, ele esta em pequenos pedaços, do tamanho da perlita, mais ou menos.

    Eu comprei um tempo atrás uma pequena quantidade de uma empresa que faz produtos orgânicos. Estava misturado a outras coisas, como casca de arroz carbonizada, mas o carvão era moído, apenas alguns pedaços eram visíveis.

    Qual a maneira correta???

    Curtir

    1. Bom Dia

      O Compost Tea deve ser utilizado tão logo esteja pronto.
      Se parar o fornecimento de Oxigênio os microrganismos começam a morrer e os números começam a baixar
      da mesma forma em que subiram.
      Existem alguns agricultores que para levar o Compost Tea do barracão até a lavoura colocam uma bomba
      oxigenando a solução para que isso não aconteça.
      Portanto, favor não armazenar. Fazer e usar.
      Pode aplicar puro e não é necessário diluir. Aliás, os recordes mundiais de cenoura, repolho, brócoli, alho porró, rabanete,
      abobrinha e rutabaga foram obtidos no Alaska, que tem um foto período maior no verão, e regados com Compost Tea puro,
      sem diluição.

      JL

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s